Breve momento de pausa para quebrar a rotina...

Autoria de textos e imagens do blog é de momento do café


22
Out 13

Vai lá a gente entender! Um, soldado disciplinado e leal, em terras de Sua Majestade, ganha protagonismo e anuncia que o governo quer a negociação de um programa cautelar. Outro vem e diz que desconhece programa cautelar e sobre o assunto não existe nada. Se as cúpulas ministeriais não se entendem, que conclusão tirar de tal "desencontro"? Estão a perder a tramontana. O vínculo de confiança mútua entre membros do governo esbate-se mais.... e em quem acreditar? Neste jogo de desencontro governativo, o povo será o último a conhecer a verdade do seu futuro pós-troika. E, como o povo diz, o "c****" é sempre o último a saber...  

publicado por momento do café às 10:13

18
Out 13

Fico incomodada sempre que encaro, “televisionariamente”, a Sra. Ministra das Finanças. Em entrevista à SIC, a Sra. Ministra veio defender o OE2014 e, no decorrer da mesma, afirmou que não é intenção do Governo torturar os portugueses. Fiquei tão exaltada que, mentalmente, não me contive, refutei tal afirmação e disse para comigo, pois, não é intenção, é vontade. O que me revolta não é a tortura dos sacrifícios que me são exigidos. O que me revolta é sentir-me um número, um contínuo punhado de euros a jeito de serem levados por quem (o Governo, claro!) me olha sobranceiramente como se eu fosse ignorante ou desinformada; por quem não me respeita e não me defende face à intransigência da Troika; por quem deixa escorregar, entre as mãos e como se fosse manteiga, mais austeridade no OE2014; por quem pretenderá fazer acreditar que o culpado, de costas largas, pelo difícil cumprimento da meta do défice para 4% do PIB, acordada com Troika, nas 8ª e 9ª avaliações, será o TC, se a fiscalização da constitucionalidade der lugar ao chumbo de algumas medidas contidas neste orçamento. Há dias e dias de tortura com números e contas pela submissão aos imperativos da Troika. E todos os dias são de muita indignação!

 

publicado por momento do café às 15:15

16
Out 13

Olho os títulos dos jornais diários e leio, “saiba quanto lhe vai custar a vida em 2014”, “calcule quanto lhe vão cortar no salário”, “veja aqui quais são os cortes que vai sofrer”, e ponho-me a pensar quanta maldade esta austeridade está causar nas nossas vidas. Veio a ministra, de ar seráfico e conversa fria e dramática, servir-nos o jantar com mais um pacote de cortes que, cada vez mais, apontam para o nada, para um esforço sem sentido. Quer fazer crer que tem valido a pena, e toca a prescrever uma dose mais agressiva de sacrifícios para 2014. Quase copy and paste do orçamento de 2013 com nuances mais pesadas. Só ainda não vale arrancar cabelos e olhos. Se sentíssemos que todos os sacrifícios têm sido uma aposta vencedora, até nos entregaríamos a eles com a réstia de esperança que ainda nos sustenta e a paciência que vamos tendo para aturar estes governantes e a Troika. Um orçamento, à custa de mais sacrifícios impostos aos papalvos de sempre, é para Troika e mercados verem… porque esta estratégia orçamental não tem dado resultados francamente visíveis. Olhamos e o que vemos? O défice a engordar, o rendimento a definhar… e a economia a ressentir-se.


publicado por momento do café às 12:27

15
Out 13

 A imagem. A ponte. A proibição. O simbolismo.


 

 

 

publicado por momento do café às 12:10

11
Out 13

Depois que ouvi PPC a falar do choque de expectativas que aí vem, confesso que continuo mais apreensiva quanto ao destino do país. Já levei com tantos choques acionados por este governo PSD/CDS que, mais choque, menos choque, tenho de continuar a “gramar” a pílula da austeridade, em doses cada vez mais agressivas, cheias de contraindicações, com muitas reações adversas e sem cura que se vislumbre. Os choques continuados de medidas austeras causam tal trauma, que a ferida — o défice — continua aberta, putrefacta. O curativo, continuadamente usado pelos mata-sãos, exige, cada vez mais, outras medidas assépticas. E, mais uma vez, vou ter de lhes entregar a bolsa e deixar que nela façam mais cortes para expurgação e cura do défice.

Entretanto, vou pensando se o choque de expectativas referido por PPC, para além do que OE2014 nos reserva, poderá adivinhar um 2º resgaste...

publicado por momento do café às 11:00

25
Set 13

É outono. A Troika por cá, 8ª e 9ª avaliações a decorrerem e a azáfama da campanha eleitoral toma conta do quotidiano. Os candidatos aos órgãos autárquicos, quer apoiados pelos partidos políticos, quer constituindo grupos de cidadãos independentes, num jogo de apelo ao voto, desdobram-se por inúmeras atividades comunicacionais (arruadas, feiras, festas, etc.) para captar o povo. A música, vira o disco e toca o mesmo, não falta a acompanhar toda campanha eleitoral. Outdoors, pendentes, bandeiras, faixas enxameiam ruas, praças, jardins, rotundas... e, a quem passa nos locais mais movimentados, distribuem-se os prospetos informativos dos candidatos.

publicado por momento do café às 09:28

12
Set 13

Negócios ruinosos. Contratos firmados ao arrepio dos interesses do Estado e dos cidadãos. E ”nisto” não há inocentes. Riscos à mercê do poder financeiro. E do económico, também. Custos e perdas. Até a perda da vergonha! A crise. E a Troika, a contenção, a austeridade. A insensibilidade social, também. Sacrifícios e mais sacrifícios. Para quê? O sorvedouro incalculável! As contas de subtrair nos bolsos dos cidadãos. O verão na reta final! A preparação do OE para 2014. A 8ª e a 9ª avaliações da Troika. O corte nas pensões (aqui). Como estas atrapalham as contas do orçamento e as “conversas” com Troika! Afinal, há gente que tem a desfaçatez de envelhecer vivendo da pensão de aposentação ou da sua reforma que lhe foi garantida após dezenas de anos de trabalho e de descontos para CGA ou SS! Um conselho. Só um, mas radical! Como nas hostes há imaginação, delete- se a "peste grisalha”(aqui)E com a garantia de "descontaminação" e de poupança (aqui) que passará a um número mais expressivo!

publicado por momento do café às 10:26

Abril 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Dia Mundial da poesia - Desafio Blogs do Sapo 2011

VISITAS

Obrigada a quem passa pelo momento do café! Comentários e opiniões são bem-vindos!

mais sobre mim
pesquisar
 
DIREITOS DE AUTOR

dir autorpq.png

*Textos e imagens de outra autoria e proveniência publicados neste blog são devidamente referenciados no respetivo post.

Tradutor
Porto e o Douro

...........................................................................

Boa Nova: Farol e mar

Do terraço vejo o mar...

o pôr-do-sol...

20161227_170628.jpg