Breve momento de pausa para quebrar a rotina...

Autoria de textos e imagens do blog é de momento do café


07
Jul 13

Os momentos de surpresa acontecem. A incerteza toma conta dos dias. A emoção sobrepõe-se à racionalidade, o pensamento enturva-se, nada se alcança para além de instabilidade que a surpresa provoca. Tudo se põe em causa, a confiança, a lealdade, a compreensão, a decisão que surpreendeu. Aparecem os sábios e os conhecedores. Conjeturam, especulam, analisam a causa, o pretexto, a oportunidade da decisão, as consequências. Todos se ajustam ao julgamento e à crítica. Apontam culpados. Avançam soluções. Carregam e partilham o pessimismo. Manipulam a emoção causada, empolam o estado de desilusão e a aflição que ensombram os dias, enquanto se recupera, ou não, do impacto da surpresa e das estragos que causou. E na incerteza dos dias, emerge a única certeza: nada será como antes.

publicado por momento do café às 10:14

05
Jul 13

Sinto e apetece-me dizer que a desilusão tomou conta de nós. A desistência assentou arraial. O governo chutou os sacrifícios que nos foram pedidos  quando dispunha de capital humano e de eleitorado para cumprir os compromissos com a Troika.  Depois, num segundo momento, em nome da austeridade, passou a impô-los, sem dó nem piedade. Tudo, fomos suportando. A admissão do falhanço e os consequentes pedidos de demissão dos Min.0s Gaspar e Portas, nestes dias em que até o calor de verão se pôs a jeito para infernizar a nossa sacrificada existência, acabaram por derrubar a mais ténue confiança que tínhamos de que toda a austeridade que nos foi sendo exigida nos levaria a bom porto. Estamos atordoados. Em pleno verão quente, atiram-nos um balde água fria, ou antes, gelada. Atingiu-nos em cheio. Atingiu, também, o próprio governo e foi perturbador. A crise veio à tona. Estamos expetantes. A incerteza e o medo tomam conta do nosso quotidiano. Em quem podemos confiar o nosso tortuoso rumo quando não vemos ninguém que, efetivamente, tenha a coragem dos nossos egrégios avós e tome as rédeas do poder na mão. Não, não me refiro a um poder ditatorial, mas ao poder firme e sabedor que trilhe um caminho de sacrifícios, sim, mas que nos deixe sentir que, dentro da razoabilidade do que nos é pedido e não imposto, estamos a ser “levados” para um futuro prometedor e que tudo valerá a pena. De falhanços, incompetência e teimosia andamos fartos. Precisamos de um novo rumo.

publicado por momento do café às 11:13

04
Jul 13

Embrenho-me na escuridão.

Sem temor, avanço.

Espero. Perscruto.

Só silêncio e breu.

Aquieto-me. Escuto.

Só o nada se pressente...

Acomodo-me ao momento,   

à certeza dormente.

Arredo o pensamento…

Estremeço. Um repente.

Esqueço o pressentimento.

Um arrepio, o medo somente!

Sem emoção, sem lamento.

Só o abismo envolvente.

Sem atalho, sem saída!

O nada me prende.

O medo se ajusta. É a vida.

A angústia latente...

Esta incerteza desmedida.

publicado por momento do café às 10:04

03
Jul 13

Do alto da sua governação, perdeu uma asa... aguentou-se 24 horas. Levou um outro golpe de asa e lá se foi a que lhe restava. Nem dá para planar. Está em queda. 

publicado por momento do café às 15:42

02
Jul 13

Em menos de 24h já se foram dois ministros.  Lá vai um ...lá vão dois... e entra uma nova ministra que neste momento toma posse... Mas isto é um governo? E o que se segue? Adivinha-se um verão quente. Julho começa mal... um governo moribundo!!

publicado por momento do café às 17:11

Junho 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Dia Mundial da poesia - Desafio Blogs do Sapo 2011

mais sobre mim
pesquisar
 
DIREITOS DE AUTOR

dir autorpq.png

*Textos e imagens de outra autoria e proveniência publicados neste blog são devidamente referenciados no respetivo post.

Porto e o Douro

...........................................................................

Boa Nova: Farol e mar

Do terraço vejo o mar...

o pôr-do-sol...

20161227_170628.jpg