Breve momento de pausa para quebrar a rotina...

Autoria de textos e imagens do blog é de momento do café


14
Out 15

Costa é um "desmancha" vitórias dos outros. Costa não gosta de vitórias pouco expressivas e, tal como já se viu nas eleições que A. Seguro disputou e ganhou, procura o protagonismo, estraga a festa! Costa sofreu uma derrota nas Legislativas e, contudo, ei-lo a acenar à esquerda com a bandeira do entendimento para a formação de um provável governo. A jogada à esquerda, sem que perca o contacto com a coligação de direita, coloca Costa na posição de charneira. Neste impasse de vaivém, enquanto tem conversas que diz inconclusivas com a direita, colhe convergência e cedências da esquerda. Resta saber para que lado Costa vai bater com a porta e a quem a vai abrir para a governação do país. Após as eleições, Costa é quem mais ordena... E o que fará o Presidente da República?

E, neste dia de outono ensolarado e mar tranquilo, enquanto o barco à vela navega, Portugal, mergulhado nas vagas de indefinição, ao sabor dos ventos imprevisíveis que sopram dos quadrantes políticos à esquerda e à direita e legitimados pelo voto livre dos seus cidadãos, fica à espera do rumo que Costa, feito timoneiro, parece querer traçar para a sua governabilidade.

P1060117vela outonomc.jpg

publicado por momento do café às 17:00

29
Mai 14

Seguro sai vencedor, mas não seguro. A vitória não foi tão expressiva que correspondesse, sequer, à expetativas, quanto mais à derrota histórica da maioria da direita, nem tão compensadora para que não fosse posta em causa a liderança de Seguro. Uma vitória que, na noite das eleições, deixou Antóno Costa aprrensivo como deixou transparecer durante a sua participação na Quadratura do Círculo. Na altura, fiquei com a sensação que este António não deixaria seguro o outro. Não me enganei. Por isso, não estranhei que António Costa se mostrasse disponível para disputar a liderança do Partido Socialista (PS). Nunca uma vitória colocou em causa o trabalho e o esforço de um líder que já venceu duas eleições. E ainda que o líder não mude, nada será como antes. Há uma mudança a acontecer no seio do PS. O partido está dividido. De um lado e do outro, cada António conta os apoios e "as espingardas" para a disputa pela liderança. Para já, fica para sábado a decisão da Comissão Nacional quanto à realização, ou não, do Congresso extraordinário.  Aguardam-se os próximos capítulos da história desta vitória na História do PS. 

publicado por momento do café às 21:43

Outubro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


arquivos
2019:

 J F M A M J J A S O N D


2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Dia Mundial da poesia - Desafio Blogs do Sapo 2011

VISITAS

Obrigada a quem passa pelo momento do café! Comentários e opiniões são bem-vindos!

mais sobre mim
pesquisar
 
DIREITOS DE AUTOR

dir autorpq.png

*Textos e imagens de outra autoria e proveniência publicados neste blog são devidamente referenciados no respetivo post.

Tradutor
Porto e o Douro

...........................................................................

Boa Nova: Farol e mar

Do terraço vejo o mar...

o pôr-do-sol...

20161227_170628.jpg