Breve momento de pausa para quebrar a rotina...

Autoria de textos e imagens do blog é de momento do café


30
Jun 10

Em silêncio nas coisas embaladas

Vão dançando ao sabor dos seus segredos,

Nos seus vestidos brancos e bordados

Raios de lua poisam como dedos,

E em seu redor baloiçam arvoredos

Escuros entre os céus atormentados.

 

*ANDRESEN, S. M. B. (1998): OBRA POÉTICA I, Ed. Caminho, 4ª edição, p. 124.

publicado por momento do café às 10:41

28
Jun 10

 

 

 

 

publicado por momento do café às 00:37

26
Jun 10

 

 

 

 

publicado por momento do café às 12:40

23
Jun 10

Um balão mais cheiinho,

pegou asas e voou...

Muito mais atrevido

mais liberdade ganhou.


Olha p'ra aquela estrelinha,

vive no céu tão sozinha.

Logo um balão arrojado

vai p'ra lá iluminado.

 

 

publicado por momento do café às 10:24

21
Jun 10

Sem arquinho e balão

já não posso viver.

Anda aqui, anda ver...

Chegou lindo, o Verão!

publicado por momento do café às 18:01

19
Jun 10

O canto do alegre grilo-cantante ouvia-se e logo um bloco de insectos, zoando e esvoaçando à sua esquerda, apressava-se a apoiá-lo naquela decisiva serenata de confessável disponibilidade a candidato à presidência do jardim quadrilongo. O alegre grilo-cantante não recusava aquele bloco de apoio. Tal aceitação provocava uma ruidosa e generalizada estridulação na família dos grilos. O imponente grilo-cantante lembrava a sua pertença e a importância histórica que tivera na família grilídea, mas continuava a cantar fora do tempo e do ritmo que ela impunha. Bem reivindicava o seu estatuto grilídeo, mas o seu independente e extemporâneo canto irritava a família. Por isso, o apoio tardava. O grilo-cantante desejava senti-lo. Mas o apoio da família grilídea acomodava-se ao indeciso e prolongado compasso de espera. Contudo, face ao canto reivindicativo do alegre grilo-cantante, uns grilos atreviam-se a entoar um canto convergente e melodioso de apoio, enquanto outros, numa dissonante entoação, apelavam à livre decisão sem qualquer imposição familiar. O canto e a estridulação confundiam-se pelo jardim. A grilharia ecoava sem controlo. Tinha de ser disciplinada. Os grilídeos não podiam adiar, por mais tempo, a reunião familiar. Chegava o momento para a família grilídea se reunir e tomar a decisão definitiva... Sob a batuta do líder-grilo, a larga estridulação submetia-se ao canto harmonioso da maioria. Alguns discordavam do apoio decidido e silenciavam. Muitos outros grilos largavam o registo de dissonância extrema e juntavam-se ao canto uníssono de apoio ao alegre grilo-cantante. A família dos grilos oficializava, assim, a sua decisão e entregava ao alegre grilo-cantante, o testemunho mais simbólico daquele apoio, a rosa do jardim. O imponente e alegre grilo-cantante, finalmente, podia agarrá-la e cantar a sua satisfação. Ainda assim, mal ficavam serenadas as hostes na família grilídea, pelo jardim, elevava-se um solitário e veemente canto de discordância. Um dos mais carismáticos grilos discordava...

publicado por momento do café às 11:12

15
Jun 10

Junho traz o solstício,

tanta alegria, a rodos.

Sentimos o bulício

e o sol brilha p'ra todos.


Olhos d'Água, Albufeira, Algarve

publicado por momento do café às 23:04

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
16
17
18

20
22
24
25

27
29


arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Dia Mundial da poesia - Desafio Blogs do Sapo 2011

VISITAS

Obrigada a quem passa pelo momento do café! Comentários e opiniões são bem-vindos!

mais sobre mim
pesquisar
 
DIREITOS DE AUTOR

dir autorpq.png

*Textos e imagens de outra autoria e proveniência publicados neste blog são devidamente referenciados no respetivo post.

Tradutor
Porto e o Douro

...........................................................................

Boa Nova: Farol e mar

Do terraço vejo o mar...

o pôr-do-sol...

20161227_170628.jpg