Breve momento de pausa para quebrar a rotina...

Autoria de textos e imagens do blog é de momento do café


22
Jun 16

Hoje, busca-se o último reduto que concretize o sonho mais próximo. Tudo pode acontecer e aspirações estão em alto. Está em jogo o desafio da permanência no Euro 2016 e acredito que a Seleção arriscará tudo. Dos onze que darão luta no campo, das técnicas e da estratégia a adotar frente à Hungria, não me pronuncio. Que entendo de futebol? Hoje, só quero ver na seleção a determinação que anule a ansiedade, a ousadia e o rasgo que contraponham a pressão da exigência do desafio, a força anímica que a faça correr pelo relvado com passos e cruzamentos certos, a garra que negue os intentos do adversário, os remates certeiros que estoirem na baliza magiar.

Eu confio na Seleção.

publicado por momento do café às 11:04

19
Jun 16

Sejamos lúcidos. Foram uns quantos remates, um penalti ao poste, um golo anulado e o desencanto a tomar conta de nós. A finalização foi sempre travada nos postes. Sobrou só mais um ponto para as nossas aspirações. Um ponto do nosso descontentamento. Perdemos, de novo, mais dois pontos. E quatro já se foram. O nosso karma, adiar a qualificação, cumpriu-se, mais uma vez. Subsiste um sabor amargo na nossa alma lusa e não queremos, de todo, voltar a prova-lo. A esperança prende-nos à derradeira oportunidade. Sejamos sonhadores, pois.  É preciso sonhar para atenuar este desapontamento que nos toca. Queremos passar a fase de grupos. O próximo jogo da Seleção será "ou vai ou racha". Garra, cabeça fria, pés certeiros exigem-se! O jogo será de "mata mata". Dancem o bailinho, o corridinho, o vira, virem-se, revirem-se no relvado, que o jogo contra a Hungria é para vencer.

publicado por momento do café às 18:13

15
Jun 16

Não, não! Não sou otimista para afirmar que ganhámos um ponto. A seleção estatelou-se no jogo contra a Islândia. Os remates, e foram muitos, chegavam gelados à baliza adversária. Há que registar, contudo, o papel meritório do guarda-redes islandês.  Ainda pensei que, após o golo do Nani, a tarefa ficaria mais quente para derretar aqueles pilares islandeses e calar os seus incansáveis adeptos, mas eficácia não correspondeu. O golo da Islândia foi a verdadeira pedrada gelada na "tola" da nossa seleção e, o discernimento, que até ainda ia resistindo, congelou. Foi o primeiro jogo, é certo, mas foram dois pontos perdidos. A par do nosso peculiar pessimismo, resta a esperança, essa tão nossa, tão portuguesa. E por falar na nossa forma tão lusa de sofrer, onde se enfiaram os milhares adeptos portugueses que, nas bancadas, não se fizeram ouvir para calar as hostes islandesas que nunca deixaram de puxar pela sua seleção? 

 

Destaque em Sapo Blogs em 15 de junho de 2016

destaque sapototal.png

 

 

publicado por momento do café às 09:50

16
Jun 14

Lá fomos, perdendo, e lá fomos indo ...goleados, goleados, sim! Fomos mal. Muito mal! Contribuímos para a vergonha Ibérica. Nem quero crer. Onde estava a nossa seleção? Há azares, há más arbitragens, mas um jogo tem de ser mais que isso. Bem sei que os "meninos" jogaram à torreira do sol, como dizia a minha mãe nos tempos de África, quando os meus irmãos e amigos faziam um jogo de futebol, correndo atrás da bola, em plena hora de mais calor. Mas, hoje, lá em Salvador, também o sol era bravo para os alemães. Nada fica desta derrota! Só 4 golos sofridos, dois lesionados, uma expulsão, uma equipa sem brilho, uma imensa humilhação, quanta tristeza e, claro, este meu desabafo. Fica, também, a vitória da Alemanha e bem merecida.

publicado por momento do café às 19:34

19
Nov 13

A nossa seleção segue sempre pelo caminho mais difícil para marcar presença num campeonato europeu ou mundial. Estamos a tomar-lhe o gosto e os jogos do play-off já fazem parte da qualificação. Já têm um sabor ao que é tradicional e clássico. Acho que já não sabemos viver sem este sofrimento e precisamos da emoção que esses jogos nos causam porque, depois, tudo se transforma num momento único de euforia. É a explosão da alegria que vai sendo adiada e que salta do coração luso, em uníssono, à escala nacional e nos quatro cantos do mundo onde os portugueses estão presentes. A alma lusitana está ali fixada na sua seleção e nesse momento não se contém. Extravaza. E o grito de alegria veio da Suécia e eis-nos vencedores, atravessaremos o Atlântico, rumo ao Brasil, em 2014. E como alguém já disse: - Portugal, o pai, vai à festa do filho, o Brasil. É bom. Uma vitória tão saborosa com um hat trik do nosso "produto" mais internacional, o Ronaldo. Obrigado seleção! Obrigado Ronaldo!

publicado por momento do café às 23:33

12
Out 13

Foi ontem. Eu já estava a ver a Seleção rumo ao Brasil. Voilá  o  Campeonato do Mundo! Eis que, a escassos minutos do fim, com a nossa seleção mais perto do Brasil... de repente, levo uma "bolada". Em cheio. Pimba! E Israel empatava. Fiquei com pena de Rui Patrício. Não merecia um balde de água fria. Acontece. Bem, agora resta guardar toda a esperança para o play-off. Caramba, a nossa Seleção "escolhe" sempre o caminho mais longo e difícil para chegar à fase final dos campeonatos...

publicado por momento do café às 15:40

28
Jun 12

Decidir um jogo de futebol com penalties, depois um desgaste físico e anímico, sabe-me a desrespeito pela verdade desportiva entre duas equipas que se defrontam com garra. Em caso de indecisão, queimadas as etapas que têm de conduzir a um resultado final eliminatório, o recurso à marca de penalties tem o fator emocional muito presente. É uma decisão que advém de uma disputa solitária no confronto de dois jogadores adversários. Sós e a sorte conta. A sorte deixa o sabor a batota para vencedor e vencido. E o resultado que a nossa Seleção sofreu, tem o sabor a derrota magoada e injusta. Pela alegria no percurso para o Euro 2012 e pela emoção que nos deram enquanto lá se mantiveram até às meias-finais, o meu sentido e enorme obrigado à Seleção de Portugal. Tenho orgulho em vós!

 

  in Recortes dos Blogs do Sapo

publicado por momento do café às 13:28

Fevereiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28


arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Dia Mundial da poesia - Desafio Blogs do Sapo 2011

VISITAS

Obrigada a quem passa pelo momento do café! Comentários e opiniões são bem-vindos!

mais sobre mim
pesquisar
 
DIREITOS DE AUTOR

dir autorpq.png

*Textos e imagens de outra autoria e proveniência publicados neste blog são devidamente referenciados no respetivo post.

Tradutor
Porto e o Douro

...........................................................................

Boa Nova: Farol e mar

Do terraço vejo o mar...

o pôr-do-sol...

20161227_170628.jpg