Breve momento de pausa para quebrar a rotina...

Autoria de textos e imagens do blog é de momento do café


29
Mai 14

Seguro sai vencedor, mas não seguro. A vitória não foi tão expressiva que correspondesse, sequer, à expetativas, quanto mais à derrota histórica da maioria da direita, nem tão compensadora para que não fosse posta em causa a liderança de Seguro. Uma vitória que, na noite das eleições, deixou Antóno Costa aprrensivo como deixou transparecer durante a sua participação na Quadratura do Círculo. Na altura, fiquei com a sensação que este António não deixaria seguro o outro. Não me enganei. Por isso, não estranhei que António Costa se mostrasse disponível para disputar a liderança do Partido Socialista (PS). Nunca uma vitória colocou em causa o trabalho e o esforço de um líder que já venceu duas eleições. E ainda que o líder não mude, nada será como antes. Há uma mudança a acontecer no seio do PS. O partido está dividido. De um lado e do outro, cada António conta os apoios e "as espingardas" para a disputa pela liderança. Para já, fica para sábado a decisão da Comissão Nacional quanto à realização, ou não, do Congresso extraordinário.  Aguardam-se os próximos capítulos da história desta vitória na História do PS. 

publicado por momento do café às 21:43

27
Mai 14

Que esperar dos resultados alcançados nas eleições europeias se a campanha dos candidatos portugueses decorreu sem tempero? Claro que os resultados só poderiam ser de difícil digestão para alguns, como a vitória que uns cantaram e que não foi alcançada com o estrondo seguro que auguravam. Um resultado que ficou muito aquém das expetativas. O sabor amargo de uma vitória bem menos ampla com que sonhavam. Que amargo de boca para os vencedores!

A derrota que se perspetivava muito profunda, um desastre para a maioria que governa e que todos os candidatos concorrentes alvitravam, foi menos gravosa e, assim, um leve alívio para os vencidos da noite. Contudo, a azia dos resultados estava lá! Mas nada que o tratamento com anti-ácido de efeito eficaz não possa debelar.

Foice e o martelo mais o girassol atravessaram, sem mossas, a campanha para as eleições. A ferramenta  e a flor de quem sabe como pode cativar com os votos dos seus fiéis militantes. E, tranquilamente, digeriram os resultados. O sabor gostoso do objetivo alcançado! Até puderam lambuzar-se um pouco.

Mas o vencedor das eleições foi, sem dúvida, a “personalidade-partido”. Pés na Terra, por aqui, por ali, foi condimentando as palavras de apelo ao voto e o eleitorado foi saboreando e aprovou. Por isso, o resultado alcançado. Chegou, viu e venceu! O verdadeiro sabor da vitória. E não vai só para a Europa. 

De pé, a derrota inesperada chegou! Um murro no estômago e, em bloco, todos sentiram a desilusão dos resultados. Problemas de digestão e a terapêutica vai ser longa, com sequência imprevisível. Talvez sem cura e alguns já lhe preveem o fim.

Mas as eleições já eram e, em breve, passarão à História. Tudo vai regressar ao normal, embora a miscelânea que os resultados trouxeram não ajudam a desvendar qual será o nosso futuro, nem o da Europa. Os desaires e as vitórias cairão no esquecimento. O Mundial de Futebol está aí e será o antidepressivo com o efeito mais seguro. E há uma certeza: não haverá a abstenção ganhadora e incontrolável no que diz respeito ao futebol. Ninguém se demitirá de apoiar a Seleção.

publicado por momento do café às 07:58
Tags/etiquetas: , , , ,

22
Mai 14

Em destaque nos blogs do Sapo! Muito obrigada.

 

publicado por momento do café às 14:01

21
Mai 14

A campanha eleitoral para as Europeias, mesmo temperada com picardias dispensáveis, principalmente entre a Aliança Portugal e o Partido Socialista, tipo "atira o vírus  para a panela que vai respingar e atacar o outro", está a ser uma coisinha sem sal. Sim, está ser um caldinho tão pobre, tão pouco criativo, desenxabido, despojado de ideias substanciais e de propostas concretas sobre o que, afinal, se pretende  fazer desta Europa dos 27*, desgastada e sem soluções num momento crucial para o seu crescimento e afirmação, quando, no seu seio, a economia desacelera, o desemprego cresce, e se sente que o sonho de uma união coesa vai sendo contaminado por assimetrias cada vez mais profundas que, face às dívidas soberanas por que passam os países do sul,  servem os países mais ricos para esconderem as  suas próprias fragilidades. Pregam uma austeridade que não leva à salvação, mas ao desespero dos países mais pobres. Hoje, só há União Europiea para uns quantos, os que a dominam. Está  em causa todo o prestígio que a cepa de políticos, que a ergueu e a construiu,  conquistou para este "clube" de referência mundial e que foi tomado por outra casta de políticos pouco generosos, que esqueceu os ideais da sua construção. E, em Portugal, os partidos do arco da governação, uns mais responsáveis e outros mais mais engajados em toda a operação de resgaste por que passámos, deveriam fazer uma campanha mais consentânea com a realidade europeia que nos espera. Saturados, nada sabemos e o que esperar desta Europa, caduca, sem vitalidade, a que pertencemos. E os candidatos ao Parlamento europeu nada nos dizem, nada esclarecem. Merecíamos mais respeito. Não merecíamos uma campanha tão insossa. Depois, sim, não se admirem com a nossa descrença nos políticos.

*Corrijo para "(...) desta Europa dos 28 (...)".

Em destaque no Blog dos Blogs do SAPO:

destaque maio.png

 

publicado por momento do café às 13:04

15
Mai 14

Estou de ressaca! Sim, de sofrimento e tristeza. Ainda não é desta que a Taça da Liga da Europa vem para a Luz. Mas como não gosto de acalentar as mágoas, agora resta o momento de tocar a jogar a bola para a frente. E com esperança e ânimo que, no horizonte, está a Taça de Portugal.

publicado por momento do café às 11:36
Tags/etiquetas: , , , ,

Maio 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
16
17

18
19
20
23
24

25
26
28
30
31


arquivos
2018:

 J F M A M J J A S O N D


2017:

 J F M A M J J A S O N D


2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


Dia Mundial da poesia - Desafio Blogs do Sapo 2011

VISITAS

Obrigada a quem passa pelo momento do café! Comentários e opiniões são bem-vindos!

mais sobre mim
pesquisar
 
DIREITOS DE AUTOR

dir autorpq.png

*Textos e imagens de outra autoria e proveniência publicados neste blog são devidamente referenciados no respetivo post.

Tradutor
Porto e o Douro

...........................................................................

Boa Nova: Farol e mar

Do terraço vejo o mar...

o pôr-do-sol...

20161227_170628.jpg